Eis o que pudemos perceber em 20 minutos de Transformers: O Último Cavaleiro

SEM SPOILERS (até porque não teve nenhum!)

Michael Bay mandou um recado no começo da sessão dizendo que este era o primeiro filme totalmente gravado em IMAX 3D. Claro que vimos uma versão prévia, mais crua, mas mesmo assim posso dizer que a fotografia já está bem bacana em 2D. Afinal estamos falando da Industrial Light and Magic (ILM).

O plot do filme menciona o Rei Arthur, os Cavaleiros da Távola Redonda e … seus robôs gigantes.

Oi?
Pois é.

Temos um artefato X do passado que será a chave para o presente e Cage Yeager (Mark Wahlberg) é o escolhido para salvar a vida, o universo e tudo mais. Este artefato foi entregue por um robôzão da Távola Redonda!

Michael Bay sendo Michael Bay

Algumas coisas incomodam bastante já nesses 20 minutos selecionados do filme. Vivian Wembley (Laura Haddock) é praticamente a irmã gêmea da Megan Fox simplesmente porque a fórmula da coadjuvante gata funcionou. Izabella (Isabela Moner) é uma criança que tem cenas que apelam para o sensual e diálogos com comentários machistas e apelativos.

As cenas de alívio cômico mostradas foram sem graça pra dizer o mínimo. Sir Edmund Burton (Anthony Hopkins) tentando ser engraçado e chamando o Mark de “Dude!” foi só triste mesmo, nada de engraçado.

O robô mordomo de Burton é a fusão entre o Ultron e o C3PO que não deu certo, infelizmente. E como dita a moda criada em Goonies (1985) e ressuscitada em Super 8 (2011), é necessário ter uma turminha de crianças do barulho que vai aprontar altas confusões e ganhar seu coração.

E nosso veredito (destes 20 minutos) é:

Vai assistir, vai ver no IMAX 3D, vai vibrar com o Bumblebee e o Optimus Prime. Vai valer pelo fã service e pelos efeitos especiais!

Criadora do Yada Yada, produtora de conteúdo, youtuber, podcaster. Fã do mundo do entretenimento nerd desde adolescente, tem como hobbies os filmes, seriados, livros e jogos. Sempre perde a cabeça com as promoções da Steam e é especialista em ficar pistola a qualquer momento do dia.

4 thoughts on “Assistimos 20 minutos de Transformers: O Último Cavaleiro (2017)

  1. Concordo com a crítica. O robô mordomo de Burton é mesmo uma espécie de Ultron + C3PO, o grupo de crianças me lembrou também Stranger Things. Sobre a “nova” Megan Fox, a personagem poderia ser uma coadjuvante melhor trabalhada , por ser historiadora, e não ser a parceira gata, como foi a Megan.
    Fiquei curioso sobre os eventos passados e como isso vai influenciar no futuro/presente.

  2. Achei meio irresponsável mandar as pessoas assistirem o filme depois disso hahaha. Tem noção de que elas vão ter que aguentar mais ou menos umas 5 horas de explosões, diálogos fracos e câmera rodando no pôr do sol?

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.