Skip to content

Crítica A Grande Muralha (2016)

A muralha mais colorida do mundo.

SEM SPOILERS!

A Grande Muralha conta a história de dois mercenários europeus, William (Matt Damon) e Tovar (Pedro Pascal). Eles estão em busca do “Pó Negro“, um pó mágico que transforma ar em fogo. Eles acabando sendo capturados pelo exercito chinês que protege a grande muralha (onde o pó negro foi criado). Lá eles descobrem que criaturas monstruosas (conhecidas como Tao Tei) vivem atacando a muralha e o filme segue dai.

We are honored to be honored

O filme é dirigido por Zhang Yimou e conta também com Tian Jing (Lin Mae), Andy Lau (Wang) e Willem Dafoe (Ballard) no elenco. A atuação do filme é muito boa. Matt Damon como sempre faz o papel de Matt Damon (pois pra mim todos os papeis dele são iguais). Pedro Pascal e o personagem dele são a melhor parte do filme pois ele é o ajudante escroto!

A melhor parte do filme é quando o William mostra o quanto pica ele é no arco e flecha e todos os chineses começam a bater palmas. Eu fico imaginando os chineses pensando “Nossa, ele é muito asiático”. A parada é tão forçada que fizeram um dos únicos não asiáticos ser mais asiático que os outros asiáticos. Haha!

Look at this army… Have you ever seen anything like this?

Esse filme é extremamente colorido e cada exército dentro da muralha tem uma cor muito chamativa para diferenciá-los. Mas ainda assim as armaduras são muito bem feitas. Na muralha existe uma parte do exército de mulheres loucas que pulam de bungee para atacar o inimigo. Isso me lembrou muito Shingeki no Kyojin (Attack on Titan). O filme também me deu uma vontade imensa de voltar a jogar Warriors Orochi, devido as armas loucas e as armaduras coloridas.

O CG do filme é OK mas tiveram algumas cenas que ficaram meio estranhas. A fotografia do filme é boa, especificamente a cena dos balões. O filme tem uma coisa que eu acho super importante: ele é 85% falado em chinês. Eu digo isso pois filmes antigos que se passavam na Rússia, no Japão ou em Marte eram sempre 100% em inglês. Não é assim que se faz! Se o filme se passa em outro país ou planeta, ele deveria ter o diálogo na língua local. Forçar o inglês pelo simples fato de ser uma produção americana é deselegante.

E o nosso veredito é …

NOTA: 7/10

Um blockbuster legal, com cenas bonitas e muito coloridas. Esse filme é o sonho de Donald Trump pois mostra exatamente o que ele espera da muralha dos EUA x México. Haha!

Sabe aquele cara que no grupo de amigos sempre reclama e é escrotamente sarcástico? Então, como diria o Roberto Carlos, esse cara sou eu, e por alguma razão inexplicável as pessoas gostam de mim. Mas os seres humanos nunca fizeram sentido pra mim, então como diria o outro Roberto Carlos, bola pra frente.
Published inCINEMA