Os Guardiões

Os vingadores russos, quero dizer, os guardiões atacam!

SEM SPOILERS!

Imagine um filme que é o clone dos Vingadores. Essa é a premissa do filme: clonar de uma forma completamente russa um dos filmes de maior bilheteria no mundo.

A história é sobre uma agência secreta chamada Patriots que faz experiências em humanos normais para transformá-los em armas depois de um de seus principais cientistas ir a loucura e virar uma dessas armas.

A major Elena Larina (Valeriya Shkirando) é colocada como chefe dos Patriots e sua missão é juntar alguns destes super-humanos para formar uma equipe e salvar a Rússia.

A equipe escolhida para salvar o mundo é a seguinte:

  • Dr. Arsus (Anton Pampushnyy), um cientista que quando fica nervoso se transforma em uma criatura gigante … não, ele não é verde … ele é um urso;
  • Khan (Sanjar Madi), um ninja que se teleporta, tipo o Noturno dos X-Men;
  • Ler (Sebastien Sisak), o cara que controla pedras. Ele é o líder da equipe e também tem o poder de transformar suas pedras em um escudo gigante para proteger seus aliados. Igual aquele cara dos Vingadores com o escudo sabe;
  • Kseniya (Alina Lanina), a menina invisível, tipo aquela do Quarteto Fantástico;
Guardians Assemble!

O filme tem uma cena pós-crédito e um final que deixa a entender que teremos sim os Guardiões 2. Tudo é muito grande e muito russo, e isso é muito legal. Acredite ou não, o filme tem mais alívio cômico do que as produções da DC.

O longa tem coisas magnificas como por exemplo: um urso usando uma metralhadora, hip-hop russo e CG melhor que muito filme Hollywoodiano por ai …

E o nosso veredito é …

NOTA: 8/10

Sinceramente, essa franquia tem futuro. A história nesse filme é muito corrida e acho que isso é algo que pode ser melhorado. Fora isso, urso com metralhadora … a última vez que eu fiquei feliz de ver um animal com uma arma dessas foi em Guardiões da Galáxia.

Criadora do Yada Yada, produtora de conteúdo, youtuber, podcaster. Fã do mundo do entretenimento nerd desde adolescente, tem como hobbies os filmes, seriados, livros e jogos. Sempre perde a cabeça com as promoções da Steam e é especialista em ficar pistola a qualquer momento do dia.

2 thoughts on “Crítica Os Guardiões (2017)

  1. Quando você coloca “crítica” no título eu espero mais do que “o filme foi muito legal”. Existe espaço para melhora, Dos 8 parágrafos da “crítica”, 5 foram usados para descrever o enredo. Tente usar mais figuras de linguagem. e tente começar as críticas com uma figura de linguagem. Por exemplo: “Ao passar férias na Rússia, o que um turista imaginaria como o fim do mundo, um cidadão de Moscow apenas enxerga mais um episódio de Guardiões, o mais novo filme de super-heróis russos, totalmente crível, levando em consideração o tipo de ser humano que brinca com ursos e bebe vodka no café da manhã’;

    Desejo sinceras evoluções a todos, vocês merecem.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.