Skip to content

Crítica Punho de Ferro (2017)

Um punho de decepção na sua cara.

SEM SPOILERS!

Vou começar sendo honesto aqui e dizer que não sou muito conhecedor do Punho de Ferro no mundo dos HQs. Devido a isso acabei preferindo ver o seriado antes de ir atrás dos HQs dele. Assistindo a série com os olhos de alguém que não conhece o herói, posso dizer que é aceitável.

I am the Iron Fist!

A história conta a trajetória de Danny Rand (Finn Jones), o jovem sobrevivente de um acidente aéreo. Na queda do avião da família Rand, apenas Danny sobrevive. Ele é encontrado por dois monges e levado a um monastério em K’un-L’un (a cidade mística). Lá ele é treinado em Kung-Fu e é concedido a honra de se tornar o próximo Punho de Ferro (protetor místico de K’un-L’un). Sim, tudo é muito místico lá aparentemente.

O seriado começa a engrenar a partir do episódio quatro (Eight Diagram Dragon Palm) onde realmente vemos do que o Punho de Ferro é capaz. A série progride de um forma legal, sem ter muitos episódios chatos e longos.

Kung-Fu, not Karate

Minha grande decepção foi com as cenas de luta. As cenas mostram claramente que elas foram coreografadas, pois são muito lentas. Acho que alguém da produção precisava ter assistido a trilogia do Ip Man para aprender como fazer cenas de lutas fantásticas.

É um herói cujo poder é lutar e seu maior conhecimento é o das artes marciais. Como entregaram lutas tão fracas, tão lentas, tão chatas? Cena de luta deveria ser o ápice nessa desgraça!

Observações

Uma coisa que eu tenho percebido nos seriados Marvel/Netflix é que o personagem principal nunca é o mais legal, pelo menos não pra mim. Óbvio, isso é um questão de gosto, mas os personagens “secundários” acabam sendo sempre mais interessantes. Exemplos disso são:

Dito isso, eu preciso mencionar que o Ward (Tom Pelphrey) nesse seriado está fantástico! Pra não dar spoilers, eu só vou dizer que achei as idas e voltas do personagem muito boas!

Pra quem não percebeu, tivemos mais um aparições do bom e velho Stan Lee. Mas assim como em Luke Cage, foi só por foto mesmo:

Stan Lee

Similaridades entre os heróis de Ferro da Marvel
  • Danny Rand é o Punho de Ferro x Tony Start é o Homem de Ferro;
  • Danny é dono majoritário de um empresa com seu sobrenome (Rand Corporation) x Tony Stark é dono majoritário de um empresa com seu sobrenome (Stark Industries);
  • Danny é um bilionário filantropo playboy x Tony é um bilionário filantropo playboy;
  • Danny Rand nunca é chamado de Daniel (seu nome real) x Tony Stark nunca é chamado de Anthony (seu nome real);
  • O Punho de Ferro utiliza chi (um tipo de energia do corpo) x O Homem de Ferro utiliza energia;
  • Ambos perderam seus pais e herdaram um império.

Com isso dá pra perceber que a Marvel na época da concepção do personagem, não estava com muita imaginação … Ou as vezes sou só eu sendo nerd chato.

E o nosso veredito é …

NOTA: 5/10

Punho de Ferro é um série interessante, mas ela falha onde deveria ter se excedido mais: nas lutas. Claro que isso não tira nossas expectativas para Os Defensores. Vamos esperar que ao se juntar com o Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, as cenas de luta melhorem exponencialmente.

Sabe aquele cara que no grupo de amigos sempre reclama e é escrotamente sarcástico? Então, como diria o Roberto Carlos, esse cara sou eu, e por alguma razão inexplicável as pessoas gostam de mim. Mas os seres humanos nunca fizeram sentido pra mim, então como diria o outro Roberto Carlos, bola pra frente.

Published inHQSSÉRIES